Treze armas de fogo e cerca de 25 kg de drogas são apreendidos na RMF

13 de Abril de 2018 # # # #

Participaram da ação policiais do BPChoque e da Coordenadoria de Inteligência da SSPDS, que agiram em três cidades da Região Metropolitana de Fortaleza

Um vasto arsenal, além de grande quantidade de drogas e dinheiro em espécie, foram apreendidos, após um trabalho desenvolvido pela Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) da Polícia Militar do Ceará (PMCE). As apreensões foram acompanhadas de três capturas. Os trabalhos policiais iniciaram em Aquiraz e se estenderam até Pindoretama e Cascavel, na Área Integrada de Segurança (AIS 13), na tarde dessa quinta-feira (12). Em coletiva de imprensa realizada no Complexo de Delegacias Especializadas (Code), nesta sexta-feira (13), os detalhes da ação foram divulgados.

As diligências iniciaram, após informações acerca de criminosos que se preparavam para cometer roubos contra instituições financeiras no território cearense. Na tarde de ontem, dois veículos (Fiat Siena e Chevrolet Prisma), conduzidos pelos suspeitos, foram localizados nas proximidades do Centro de Aquiraz. Em um dos carros, estavam: Francisco Luis Costa Silva (38) – com antecedentes criminais por crime de trânsito; e Rodrigo Silva Holanda (21) – sem antecedentes. Com eles, foram encontrados três tabletes de cocaína. Ao serem questionados, os homens alegaram que pretendiam entregar o material em uma comunidade de Fortaleza. Já no segundo veículo, estava Aureliano Pereira dos Santos (35) – sem antecedentes. Neste segundo, nada de ilícito foi encontrado.

Com as prisões, as composições do batalhão especializado diligenciaram até os imóveis dos infratores, visando localizar armas ou drogas. Na propriedade de Francisco Luis, no bairro Genipapeiro, em Aquiraz, foi executada uma revista que resultou na apreensão de uma espingarda calibre 12, seis pistolas – sendo cinco calibre .40 e uma 380. Além disso, foram encontrados 25 carregadores de pistolas de calibres variados. A busca minuciosa também culminou na apreensão de entorpecentes, que estavam enterrados na propriedade.

Em um recipiente, que também estava sob a terra, foram encontradas diversas substâncias utilizadas para adulterar a droga, como bicarbonato de sódio e suplementos, e mais três armas de fogo, todas revólveres calibre 38. Dinheiro e também um aparelho celular, que será periciado, foram apreendidos.

Com isso, as equipes seguiram para a residência de Rodrigo, no bairro Sítio Correia, em Pindoretama. Lá, foram encontrados mais dois revólveres calibre 38 e um calibre 357. Assim como na casa do primeiro suspeito, os policiais militares do Gate também desenterraram mais tabletes de cocaína e diversos sacos contendo uma substância que não pôde ser identificada. Além das armas e das drogas, os profissionais também encontraram centenas de munições – 606 munições de calibres variados. No guarda roupa de Rodrigo, foi encontrado, ainda, um total de R$ 98.992,00 em espécie, que não teve sua origem comprovada. Ao todo, foram apreendidos 19,8 quilos de cocaína, mais de três quilos de crack e cerca de dois quilos de maconha.

Por fim, as diligências seguiram até a casa de Aureliano Pereira, na localidade de Caponga, em Cascavel (AIS 13). Nada de ilícito foi encontrado na última casa revistada pela Polícia. Contudo, alguns aparelhos celulares foram apreendidos e também serão submetidos à perícia. Em depoimento, Aureliano confessou que era incumbido de transportar, em um táxi da cidade de Cascavel, as armas de fogo e munições que abasteciam um grupo criminoso.

Todos foram encaminhados a sede da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), em Fortaleza, onde foi instaurado um inquérito policial por tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas; porte ilegal de arma de fogo, receptação e associação criminosa. Conforme o delegado Ricardo Romagnoli, as investigações da especializada, agora, visam identificar a origem de todo o material. Inclusive, apurar se existem outras pessoas envolvidas com o bando.